quarta-feira, 13 de janeiro de 2010



Empty Plate, New York, 1947 © Irving Penn


(...) por mais estranho que possa ser o claustro e a palavra reiterada. como desaguantes pedaços de um coração chegam-me o mármore e a espada. amanheço pelo ruído de um tambor e com a chama do antigo. que é volúpia inconfidente. ai quantos ais são colisões e cálices de lata_________ai deuses de argamassa que assim nos são sangria. ah______quem dera ser a face de Eckhart.

divina vigília.



isabel mendes ferreira




_________________________________________________________________________

Seguidores

Povo que canta não pode morrer...

Beirute.Nantes

Loading...

Arquivo do blogue

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

A minha foto

"A coisa mais fina do mundo é o sentimento. " (Ensinamento) Adélia Prado