quarta-feira, 28 de maio de 2008

















_________________________




__________________________














Move-se ela própria na procura do que apaixona, leva oásis a cantos desertos do eu vacilante. Essencial é emergir do mergulho das aparências para a primazia da revelação.Sai-se do desconhecido, quebra-se magia, reforça-se um laço. Cada nova dança é um reviver irracional de esplendor momentâneo. Não importa. Acrescenta-se ao caderno de memórias.






















Seguidores

Povo que canta não pode morrer...

Beirute.Nantes

Loading...

Arquivo do blogue

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

A minha foto

"A coisa mais fina do mundo é o sentimento. " (Ensinamento) Adélia Prado