segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Saia dá medo ?




A roupa, alguém o afirmou, é um artefacto cultural.

Já em 2002, o prestigiado museu londrino Victoria and Albert, realizou uma exposição intitulada Men In Skirts (Homens de Saia) , em que se discutia se a saia também é roupa de homem, com o objectivo de expandir as fronteiras do vestuário masculino e desconstruir uma ideia feita.
A própria definição de saia pode ser bem ampla: os kaftans, por exemplo, tão populares nos anos 70, entraram na exposição.











Saia para homem por Gaultier

Macho e fêmea

Uma das funções da roupa é demarcar os géneros, diferenciar o macho da fêmea.
Mas isto é feito de forma diferente de acordo com a cultura. Se no mundo ocidental os homens vestem maioritariamente calças, em certas partes da Ásia e da África tanto homens quanto mulheres usam saia. Mas houve uma época em que os homens ocidentais incluíam a saia nos seus guarda-roupas.


















Foi a evolução da alfaiataria, a partir do século XIV, que impulsionou a especialização da vestimenta.
Aos poucos, a roupa do homem tornou-se intrinsecamente associada à masculinidade.



O estilista Rifat Ozbek acha que os homens têm medo de que a saia vá alterar a sua sexualidade.
Desde os anos 60, vários estilistas de moda tentaram reintroduzir a saia como uma forma aceitável de um homem se vestir.
Frequentemente pegando emprestado aqui e ali culturas e eras diversas, alguns designers inventaram e reinventaram a saia para homem.

Saia como símbolo

Em alguns momentos, estas roupas foram adoptadas pela contra-cultura, com grupos como hippies, punks e os novos românticos adoptando a saia como um sinal de rebeldia.
Os gays também adoptaram a saia como um símbolo de um estilo de vida alternativa.
Mais recentemente, a saia foi usada como uma forma de mostrar que um homem pode estar na moda. Isto pode ser feito por homens que têm o poder de formar opinião e ditar a moda como desportistas, estrelas pop ou artistas de cinema.
Músicos como Caetano Veloso e Gilberto Gil e o jogador de futebol inglês, David Beckham - num modelo assinado por Jean-Paul Gaultier - foram notícia na imprensa por usarem saias ou sarongues.
Com excepção da saia escocesa, o kilt, os homens continuam muito receosos na hora de vestir qualquer tipo de saia.
Através do trabalho dos designers contemporâneos (em que se inclui o português Miguel Vieira, para mim, um dos melhores), a ideia de homens de saia ganha um novo sopro de vida.


Para quando, másculos e maternos de saias ? Senhores de si ... homens do seu tempo, de um tempo rei de múltiplos artefactos. Não me iludo ...

______________________







Tempo Rei [King Time] - Gilberto Gil

Seguidores

Povo que canta não pode morrer...

Beirute.Nantes

Loading...

Arquivo do blogue

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

A minha foto

"A coisa mais fina do mundo é o sentimento. " (Ensinamento) Adélia Prado