domingo, 29 de novembro de 2009

Notícias













http://alfarrabio.di.uminho.pt/zeca/cancoes/129.html

Alípio de Freitas esteve ontem (connosco) no museu ... em reverendíssimo silêncio. As cartografias da memória têm territórios in.cartografáveis. insondáveis _______________ constelações de utopias.

Aconteceu, no Sábado, mais uma Tarde memorável. Registada (filmada) para memória futura. Cartografias da Memória será título, tema e lema, do número 2 dos Cadernos do Museu, a editar brevemente (tão breve quanto o tempo o permitir).












Fotografias por Paula Viotti (a poeta do espaço)


Seguidores

Povo que canta não pode morrer...

Beirute.Nantes

Loading...

Arquivo do blogue

Pesquisar neste blogue

Acerca de mim

A minha foto

"A coisa mais fina do mundo é o sentimento. " (Ensinamento) Adélia Prado